Caso tenha alguma dúvida, faça a sua inscrição gratuita na nossa Lista Florais e pergunte!


Respostas

1. Qual a diferença entre os florais de Bach e os outros florais? Existem diferenças no preparo das essências florais. Os florais de Bach foram os primeiros a serem descobertos. Hoje, na Inglaterra existem vários produtores de Florais de Bach, dos quais três são comercializados no Brasil. Outros pesquisadores vieram após o Dr. Edward Bach, e pesquisaram a flora de seus respectivos países. Vários deles são pesquisadores respeitados, seus sistemas florais são largamente utilizados e dão ótimos resultados. Naturalmente, como em toda área do saber, existem pesquisas boas e ruins, florais de ótima e péssima qualidade. Se você tiver alguma dúvida quanto à qualidade das essências que você está tomando procure informar-se com um terapeuta floral de sua confiança.

2. Os florais são somente feitos com as flores e não com outra parte da planta? As essências florais fazem parte de um grupo mais amplo chamado essências vibracionais. As essências vibracionais podem ser feitas de outros elementos que não as flores (a essência floral Rock Water, por exemplo, não é produzida a partir de flores e, sim, da água de uma fonte). As flores, porém, possuem características que lhes são próprias e que tornam suas essências especialmente poderosas. A flor é o momento da perpetuação da vida na planta. Ou seja, a flor é o resultado do “desejo” da planta em continuar sua espécie, é o momento da concepção, é um momento de doação e de abertura para o mundo. A flor possui energias poderosíssimas que é fruto do preparo e da entrega da planta para o fenômeno maravilhoso que é a criação de uma nova vida. A flor é, portanto, um momento especialíssimo no qual existe uma enorme concentração de energia vital. Mas a flor não é somente o momento de perpetuação da espécie, é também o momento de evolução da espécie. É um momento onde forças poderosas de transformação, evolução e aprendizado estão atuantes. Estas forças irão facilitar o processo de transformação do próprio ser humano. Concluindo: as flores são uma “explosão” de energia vital onde existe forças evolutivas, de transformação e aprendizado fortemente atuantes.

3. Além de tomar uma fórmula individual, existe outra forma de usar as essências florais? Sim. Em uso tópico, as essências florais são misturadas em cremes (como o creme de Bach), em emplastos ou pingado diretamente sobre a pele. Em uso ambiental, para harmonizar o ambiente, pode-se usá-las em sprays ou aspersão. Pode-se também colocar as essências em travesseiros, roupas de cama, etc. Elas podem ser utilizadas colocando-se de cinco a sete gotas em um borrifador de plantas e borrifando o ambiente ou nosso próprio corpo. As essências florais têm sido utilizadas dessa forma com muito sucesso junto a presidiários. Elas podem ser utilizadas colocando-se algumas gotas na água do banho, borrifando as roupas antes de passá-las ou seu travesseiro antes de dormir. A lista pode ser tão grande quanto a sua imaginação. O importante é lembrar-se que são essências vibracionais e que nos cercar delas seja usando-as interna ou externamente é a melhor forma de experimentar seus efeitos.

4. Posso utilizar as essências florais enquanto estou tomando algum outro tipo de remédio ou enquanto estou fazendo outro tipo de tratamento? Sim. As essências florais podem ser utilizadas em si mesmas ou associadas a outras terapias para fortalecer o processo de cura. As essências florais não influem negativamente em nenhum tipo de tratamento, seja alopático, homeopático e/ou fitoterápico. E também não são influenciadas negativamente por estes outros tratamentos. Elas não criam depedência química. Elas têm sido utilizadas com muito sucesso por terapeutas florais, médicos naturopatas, massoterapeutas, psicólogos, médicos, veterinários e outros profissionais da saúde. As essências podem ser um instrumento muito eficaz nas mãos de um profissional experiente para aumentar a percepção consciente, facilitar a cura e criar harmonia.

5. Quais profissionais podem aplicar a terapia floral? Por enquanto, não existe nenhuma lei regulamentando a profissão, qualquer um pode ser terapeuta floral. Por isto, é importante você procurar saber qual é o preparo e a formação da pessoa com quem você está se tratando. Hoje, existem cursos sérios de Terapia Floral que dão uma boa formação ao profissional.

6. Qual a diferença entre essências florais e homeopatia? O que há em comum é o fato de os dois tratamentos utilizarem essências vibracionais. A semelhança termina aí. A homeopatia tem como princípio básico que semelhante cura semelhante, ou seja, que a mesma substância que trouxe a doença pode curar a pessoa doente com doses hiperdiluídas desta mesma substância. Já O Dr. Bach considerava que os opostos se curam, ou seja, para curar o ódio, eu preciso do amor – para curar a tristeza, eu preciso da alegria e assim por diante. As essências florais são do reino vegetal; os remédios homeopáticos trabalham com os 3 reinos: vegetal, animal e mineral. As essências florais são especialistas em cuidar o emocional das pessoas; já a homeopatia cura o físico, mental e emocional. Os remédios homeopáticos têm várias dinamizações; já as essências florais tem uma única dinamização para atingir o corpo emocional da pessoa.

7. Qual a função do álcool nas essências florais? Existe alguma forma de substituí-lo? Normalmente, dentro de cada frasco de floral, existe 30% de Brandy (conhaque de uva). Isto significa menos que meia gota de álcool numa dose (em 4 gotas de floral). A função do álcool contida nesta bebida alcoólica é a de não permitir o desenvolvimento de microorganismos prejudiciais à saúde. Pode-se diminuir a quantidade de brandy, mas o tempo de validade também diminuirá. Geralmente, diminui-se a quantidade ou até retira-se completamente o álcool quando está se prescrevendo para bebês e pessoas com sensibilidade ao álcool (como pessoas com gastrite ou úlcera). O frasco sem álcool deve ser guardado no fundo da geladeira (numa caixinha de isopor). Para os alccólicos ou para aqueles que não querem tomar o álcool pode-se substituí-lo por vinagre de maçã natural (a 10%). Este é pouco utilizado, principalmente pelo gosto ácido. É importante você ter em mente que a quantidade de álcool ingerida, diariamente, quando faz a terapia floral é diminuta (menos de meia gota de álcool por dose ingerida). Para não ter dúvidas, você pode diluir as gotas de floral em um copo com água (deixar por 5 minutos) e o álcool se evaporará. Também poderá colocá-las no chá, café quente, em sucos, leite, etc. Uma maneira alternativa é friccioná-las diretamente na pele ou adicionar de cinco a sete gotas a um borrifador de plantas com água, borrifando-as em si mesmo ou em seu ambiente.

8. Qual o número máximo de essências que podem ser misturadas num mesmo frasco? Nas essências Florais de Bach o terapeuta pode receitar até seis essências num mesmo frasco (podendo chegar a oito, em casos excepcionais). Em outros Kits de essências este número varia.

9. Quantas gotas e quantas vezes ao dia devo tomar as essências? A dosagem padrão é de quatro gotas, quatro vezes ao dia (ao acordar, antes do almoço, pelas 17 horas e antes de dormir). Quando esquecer de tomar a dose, toma-la na hora que lembrar. As doses podem ser mudadas de acordo com a necessidade do paciente. Nas crises pode-se administrar quatro gotas de cinco em cinco minutos e ir espaçando o tempo conforme o paciente for se equilibrando emocionalmente. Em casos emergênciais pode se colocar 4 gotas num copo com água, suco, chá, leite, etc e ir tomando de 5 em 5 minutos até os sintomas emocionais equilibrarem.

10. Quais os tipos de doenças a terapia floral pode curar? A terapia floral não cura doenças. Ela trata do equilíbrio emocional das pessoas, e isto faz com que as pessoas tenham menos doenças porque estão equilibradas emocionalmente. Por ex: uma úlcera pode surgir de uma gastrite; a gastrite pode surgir de uma raiva – se tratarmos da raiva, vamos trazer equilíbrio emocional ao paciente e, provavelmente, isto o ajudará no tratamento da sua úlcera. Sempre consulte um médico quando tiver uma doença. Não deixe seu tratamento médico para realizar somente a terapia floral.

11. A terapia floral é provada cientificamente? Sim. A física quântica está comprovando os efeitos das essências florais, mas ainda há um caminho grande a ser percorrido. A ciência ainda não tem aparelhos que possam “medir” as essências vibracionais. As essências Florais de Bach surgiram nos anos 30 e já existem vários estudos acadêmicos tratando do tema, porém, este é um processo que demora muitos anos. Por outro lado, a terapia floral está sendo avaliada empiricamente a cada dia. Ou seja, as milhões de pessoas em todo mundo que estão tomando as essências florais e que estão sendo ajudadas por elas são o melhor aval que a terapia floral pode ter. Outra prova cabal e irrefutável é o excelente resultado obtido com os animais selvagens e domésticos.

12. Quais são os efeitos colaterais que podem ocorrer quando se toma as essências florais? Não existem efeitos colaterais no tratamento com as essências florais. Em 20% dos casos tratados pode ocorrer o que chamamos de “crise da consciência”, ou seja, valores emocionais que estão mal trabalhados ou “adormecidos” poderão emergir. A crise, geralmente, dura de 2 a 3 dias. Daí a necessidade de um bom terapeuta floral para acompanhar o seu paciente. Caso você estiver sentindo alguma reação que você considere significativa procure entrar em contato com o profissional que fez a receitas das essências. Caso esteja fazendo auto-medicação, procure um terapeuta floral qualificado para orienta-lo.

13. Quanto tempo demora para sentir os efeitos positivos do tratamento? As essências florais começam a atuar imediatamente após serem tomadas. O tempo para a percepção dos efeitos benéficos das essências pode variar enormemente de um caso para o outro. De zero a quinze dias você começa a notar algumas mudanças (apesar de na imensa maioria das vezes poucos dias já são o suficiente). Se em um mês você não sentir os efeitos do tratamento é melhor fazer uma reavaliação com seu terapeuta. Note que a reação ao tratamento é muito variável. Algumas pessoas apresentam “pioras” iniciais (que chamamos de “crise da consciência” que dura de dois a três dias)), outros não conseguem perceber sua mudança interior, outros ficam com medo da mudança e procuram maneiras de fugir deste medo, etc.

14. Quais cuidados devo tomar para conservar as essências florais sem estragá-las?  O melhor modo de conserva-las é guardando-as em lugares secos, frescos e longe de aparelhos como computador, celulares, forno de microondas e televisão. Evite deixá-las ao sol, perto do forno quente ou de qualquer coisa que vá esquentá-las. Quando for tomar suas gotas diárias procure evitar o contato da cânula com qualquer parte do seu corpo: boca (a saliva pode aglutinar a solução), braços ou mãos. Depois tomar as gotinhas, fechar imediatamente o frasco. Uma boa proteção para as suas essências florais é o uso do nosso Potencializador de Florais.

15. Pode-se misturar essências florais de sistemas diferentes (ex: florais da Califórnia com florais do Alasca) numa mesma receita? Depende de cada sistema. No sistema das essências Florais de Bach, não se misturam as essências com outros sistemas.

16. Quais as essências florais que devo usar para ficar calmo e tranqüilo? As essências florais não tratam diretamente a doença e, sim, a pessoa como um todo. Portanto, para saber qual a essência recomendada para você superar o seu problema é preciso saber qual a lição de vida que você precisa aprender. Sabendo qual é esta lição é possível prescrever a essência floral que irá ajudá-lo a realizar este aprendizado. Para duas pessoas que tem a mesma doença é provável que os florais recomendados sejam diferentes, porque elas possuem personalidades e experiências de vida diferentes. Ex: uma pessoa pode ficar estressada porque ela está constantemente com medo e com receio; outra pessoa pode ficar estressada porque ela se desgasta com a necessidade interior de dominar e mandar em todos os que estão à sua volta.

17. Sendo os florais uma energia vibracional, acho que se todos os fatores forem levados em conta, não seria mais interessante se usar um sistema floral que fosse do lugar de onde você vive (país, cidade). Isto não seria mais interessante? Não se teria um efeito terapêutico mais rápido, mais duradouro e preciso? As emoções são universais; elas não tem tempo e espaço. Os egípcios sentiam o mesmo amor que nós sentimos hoje. Portanto, o importante é verificar a seriedade de cada sistema floral, os seus estudos, bibliografia, etc. Deus criou em todo mundo uma diversidade muito grande de plantas que podem e devem ser utilizadas por todas as pessoas. Imagine quantas plantas com poder de cura ainda serão descobertas na floresta Amazônica. É uma riqueza incalculável que deve ser estudada. Assim também é com as essências florais: cada região do globo pode colaborar com ótimas essências que serão mais adequadas a um caso específico.

18. Por quanto tempo se deve usar os florais? Os resultados obtidos são permanentes ou dependem de continuar a usá-los? Na terapia floral, nós tratamos os desequilíbrios emocionais. Não tratamos a doença em si, mas as condições interiores que produziram a doença. Quando a pessoa supera estas causas reais, a doença tende a acabar. Portanto, as essências florais devem ser utilizadas para uma auto-transformação pessoal: a busca de maior consciência de sua vida. O tempo de uso dos florais deve ser o tempo necessário para que haja esta transformação pessoal. O tratamento de um estado agudo, geralmente, leva 3 meses. Para os estados crônicos, é necessário, aproximadamente, de 6 a 8 meses. As consultas são semanais. Conforme o paciente encontra o seu equilíbrio emocional elas passam ocorrer a cada 15 ou 21 dias. Quando há uma transformação que elimine a causa real do problema, o resultado tende a ser permanente. Existem limites, é claro. Determinados desequilíbrios emocionais podem possuir um caráter de provação.

19. Aonde posso mandar manipular a minha receita floral?  A sua receita pode ser manipulada numa farmácia homeopática e/ou de manipulação. Para não perder tempo, telefone antes e pergunte se a farmácia trabalha com as essências florais indicadas para você.

20. Quando foram descobertas as essências florais?  As essências florais são um conhecimento milenar proveniente das antigas civilizações do Extremo Oriente, dos índios das Américas e dos aborígines da Austrália, sendo conhecida também em culturas como a dos egípcios, malaios e africanos, os quais já se utilizavam das flores para tratar os desequilíbrios emocionais. Embora, o folclore europeu registre fatos que comprovem a energia curativa das flores desde a Idade Média, o dado mais preciso foi registrado no séc. XVI, quando Paracelsus, um grande curador da época, recolheu orvalho das flores para tratar os desequilíbrios emocionais de seus pacientes. A Terapia Floral, no nível que se apresenta hoje, foi resgatada pelo médico inglês homeopata, Dr. Edward Bach, na década de 30, espalhando-se posteriormente para todos os continentes.

21. A Terapia Floral está associada a alguma religião ou crença? Não, sua ação não depende de qualquer crença, fato este comprovado por pesquisas que têm demonstrado a eficácia deste tratamento na estabilização das emoções e, conseqüente fortalecimento do sistema imunológico. Experiências realizadas com plantas e animais têm descartado seu efeito placebo.

22. As essências florais fazem bem para a gravidez ? O brandy de uvas não atrapalha? Sim e com resultados muito positivos, dando a mulher grávida maior equilíbrio emocional. Caso o médico não ache interessante o brandy de uvas, a essência floral pode ser eleborada com vinagre de maçã natural (a 10%). As essências florais são indicadas na gravidez (inclusive ajudam o feto no seu desenvolvimento) e para as crianças de 0 a 99 anos…

23. Se a pessoa estiver fazendo tratamento médico poderá tomar uma essência floral? Sim, qualquer pessoa pode fazer a utilização das essências mesmo que esteja fazendo tratamento alopático, homeopático ou qualquer outro tipo de acompanhamento. Podemos inclusive notar uma sensível melhora, pois os florais funcionam como tratamento complementar. Alertamos que o tratamento com essências florais não substitue os cuidados médicos e se a pessoa estiver em tratamento deverá dar continuidade ao mesmo.

Topo

Top